Mulher morre após tomar injeção em unidade do Saúde da Família

Técnicos de enfermagem denunciam falta de médicos nas equipes, mas Secretaria de Saúde garante que elas estão completas

0
1620
Saiba as contra indicações da vacina de febre amarela
Saiba as contra indicações da vacina de febre amarela

Uma mulher morreu após tomar uma dose de penicilina benzatina

Uma mulher morreu após tomar uma injeção com dose de penicilina benzatina, mais conhecida como Benzetacil, dentro de uma unidade de Saúde da Família em São Sebastião. O caso ocorreu na manhã desta quarta-feira (29/11).

Segundo informações do Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem do Distrito Federal (Sindate-DF), a mulher passou por uma cirurgia cardíaca e estaria usando as injeções para tratar uma febre reumática.

Conforme Jorge Vianna, diretor do sindicato, profissionais da Equipe de Saúde da Família (ESF) já relataram ser obrigados a aplicar o medicamento em pacientes sem a presença de um médico. Ele afirma que o Sindate orientou os profissionais para que se recusem a realizar aplicações nessas circunstâncias, pois a ESF não teria estrutura para cuidar de pacientes que apresentem reações adversas ao remédio.

“Estivemos na unidade, ainda este mês, e alertamos que poderiam ocorrer óbitos por conta de uma assistência precária. É necessário que haja materiais e carrinho de paradas para essas eventualidades. Infelizmente, a gente sabe que, após a administração de uma medicação, o paciente pode ter um choque anafilático ou uma parada cardíaca, e morrer. Foi o que aconteceu”, relata Vianna.

A Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) contesta a versão do Sindate.

A pasta afirmou, por meio de nota, que os técnicos de enfermagem e enfermeiros não aplicam injeção medicações sem a presença de médicos. “Esta informação não procede. Trata-se de uma tentativa de desinformação movida por interesses corporativos contra a adoção de um modelo de atendimento na Atenção Primária, que é preconizado pelo Ministério da Saúde”, destacou o documento.

A SES-DF disse também que, no atendimento prestado nesta quarta, a paciente, que já fazia uso das injeções, teve uma parada cardiorrespiratória após tomar o medicamento, “aplicado pela técnica de enfermagem com supervisão de uma médica”.

De acordo com a Secretaria de Saúde, a médica tentou reanimar a mulher, sem sucesso.

O órgão mencionou que ainda não foi apurado se a ocorrência foi consequência da aplicação do medicamento ou de algum outro fator associado à saúde já frágil da paciente. Informou que o corpo será encaminhado para a necropsia, que deve apontar a causa da morte.

Por fim, a pasta garantiu que todas as equipes da Estratégia Saúde da Família de São Sebastião possuem médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e agentes comunitários.

Fonte: Metropoles

Problemas causados pelo uso de roupas apertadas

Técnicas que estimulam o bebê a andar

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui