Biólogo ensina receita contra mosquito borrachudo

As condições climáticas características do verão brasileiro e até do clima quente que esta fazendo neste nosso inverno, favorece a reprodução dos pernilongos e borrachudos.

0
496
Como se livrar de pernilongos e borrachudos
Como se livrar de pernilongos e borrachudos
As condições climáticas características do verão brasileiro e até do clima quente que esta fazendo neste nosso inverno, favorece a reprodução dos pernilongos e borrachudos. O calor acelera o processo reprodutivo deles, fazendo com que as fêmeas coloquem mais ovos e com que os ovos eclodam mais rapidamente.
As temperaturas que normalmente são ideais para o funcionamento do organismo dos pernilongos e borrachudos: é de 26ºC a 28ºC.
Quando se verifica temperaturas abaixo dos 18ºC, eles hibernam; acima de 42ºC, eles morrem.

No Brasil há cerca de 177 espécies pernilongos e borrachudo.

Pertencem a “Ordem Díptera Simullidae” e é uma mosca e hematófaga, dizer que necessita de sangue para a produção de ovos.
Pequenos medindo de 1 a 5 milímetros de comprimento, podem voar até 20 km por dia. Somente a fêmea é que realizada a picada, porque ela se alimenta do sangue de mamíferos. As fêmeas podem colocar até 2500 ovos em seu ciclo, de ovo até adulto, leva cerca de 30 dias. Fazem as posturas em plantas aquáticas, pedras e lixo (plástico, garrafas, pedaço de madeira…), no limite entre o ar e a água, precisando dos dois para se desenvolver. Querem água corrente e suja se alimentando de algas, protozoários e pequenos crustáceos. Não atentar para a grama alta também é atitudes que contribuem para o crescimento exponencial da população destes insetos. Preservar os inimigos naturais dos borrachudos como os sapos, rãs, libélulas (lavadeiras), pássaros, peixes (lambaris, barrigudinhos, jundiás, cascudos e outros). Todas as vezes que jogamos lixo, dejetos de animais e esgoto nos arroios e córregos estarão proporcionando os alimentos que eles querem.
Os borrachudos são insetos incômodos que atacam seres humanos e animais. Anestesiam ao picar, por isto não sentimos a primeiro momento, mas depois causam intensa irritação, inchaço, vermelhidão, dor aguda e coceira, provocados por uma substância que dá reação alérgica na pele, injetada pelo borrachudo. Para pessoas alérgicas é necessário o uso de repelentes para casos mais sérios é necessária a intervenção médica. Outro cuidado é ao coçar com as unhas sujas podendo infeccionar o local.
Vários produtos de controle de insetos estão no mercado, mas você pode seguramente fazer seu próprio repelente caseiro que funcionará bem para uso em humanos e animais.

Receita de repelente caseiro de borrachudo

Teste antes de usar, caso seja alérgico a algum destes produtos.
Instruções
Despeje dois copos de água em um borrifador, seguido por 1/4 de xícara de vinagre branco ou 10 g de alho em pó. Ambos funcionarão como repelente mantendo borrachudos à distância, pois eles não gostam do cheiro ou gosto deles.
Adicione 10 ml de seu óleo essencial favorito. Alho ou vinagre não possuem um cheiro agradável, portanto, uma essência irá disfarçar o odor. O óleo de eucalipto criará um aroma calmo, que também age como um repelente a mais para vários outros insetos, assim como o óleo de hortelã ou o óleo cítrico.
Coloque a tampa novamente na garrafa e borrife o repelente diretamente sobre a pele. Repita a cada poucas horas, ou conforme necessário, para manter os borrachudos longe. Essa solução também pode ser pulverizada em animais em geral, incluindo vacas e cavalos que são mais comumente atacados por borrachudos durante os meses quentes de verão.
Receita de Repelente Caseiro de borrachudo

Ingredientes:

1 Litro de álcool etílico hidratado ou de cereais
Uma colher de cravo-da-índia
Duas pedras de cânfora
100 ml de creme hidratante sem cheiro – para evitar ressecamento da pele.
Modo de preparo:
Em uma garrafa com tampa coloque os cravos e a cânfora em imersão no álcool por no mínimo 7 dias, quanto mais tempo passar melhor, se usar álcool de cereal deixe curtir por no mínimo 15 dias, após isso acrescente o creme hidratante e misture bem, esta pronto para passar na pele, sempre quando for usar agite bem.
Não se exponha ao sol quando utilizar o produto.

Outras receitas

Receita com cravo-da-índia
O cravo-da-índia contém uma substância chamada eugenol, que possui propriedades inseticidas contra mosquitos e formigas. Confira essa receita fácil de fazer:

Ingredientes:

500 ml de álcool de cereais
10 g de cravo-da-índia
100 ml de óleo de amêndoas dermatológico

Modo de preparo:

Junte o álcool e o cravo-da-índia em um pote opaco, escuro, com tampa. Deixe-o fechado e sem contato com a luz por quatro dias. Depois desse período, mexa bem a mistura duas vezes por dia, uma vez de manhã e outra à noite. Por fim, coe e acrescente o óleo corporal, agitando ligeiramente. Coloque o repelente num recipiente spray, que pode ser comprado em farmácias homeopáticas e lojas de artesanato, e aplique na pele. Esse repelente atua por até quatro horas. Ao aplicar, evite o contato com os olhos e com machucados na pele e aplique somente três vezes ao dia. E lembre-se: de acordo com a Anvisa, não é recomendado que crianças com menos de dois anos façam uso de repelentes.

Receita com citronela

A citronela é uma potente aliada na proteção contra os pernilongos e outros insetos. O óleo essencial que é extraído dela e que é a base dessa receita possui 80 componentes repelentes, entre eles o citronelal, geraniol e o limoneno. Se você tiver um difusor de água, deixe-o em ambientes de até 16 m² e pingue três gotas de óleo essencial de citronela na água a cada cinco horas. Isso também ajudará a manter os pernilongos afastados. Outra opção é fazer velas caseiras de citronela e deixá-las acesas nos cômodos: além de ser uma alternativa ecologicamente correta, a sua casa estará protegida e com um aroma agradável, semelhante ao aroma do eucalipto.

Ingredientes:

150 ml de óleo essencial de citronela
300 ml de óleo de amêndoas dermatológico

Modo de preparo:

Reúna todos os ingredientes e misture bem. Por fim, lembre-se de armazenar a mistura em um recipiente escuro e evitar o contato dela com o sol. Você também pode usar outras quantidades, desde que sempre seja mantida a proporção de duas partes de óleo de amêndoas para uma parte de óleo de citronela. As recomendações de aplicação desse repelente são as mesmas do anterior.

Para bebês e crianças

Um ótimo repelente caseiro para bebês, a partir de 2 meses de vida, é o creme hidratante com gotas de complexo B.

Ingredientes:

1 embalagem 150 ml de hidratante dermatológico
20 ml de complexo B em gotas

Modo de preparo:

Num recipiente de vidro misture muito bem o conteúdo de cada uma destas embalagens e depois a guarde novamente no frasco do hidratante.
 

Como usar:

Aplique em todas as áreas do corpo expostas ao mosquito, diariamente, de 2 a 3 vezes por dia. O complexo B possui um aroma que afasta os mosquitos, prevenindo suas picadas. Mas uma forma de complementar este tratamento caseiro é acender uma vela de citronela, que também é um.

Insolação: sintomas, tratamentos e causas

Nada de gelo ou pomada: saiba o que fazer em casos de queimadura

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui